DIA 2 SEU JORGE

SEU JORGE E DANIEL JOBIM CANTAM TOM JOBIM

10 JULHO
2022

A manutenção de restrições à circulação internacional devidas à pandemia da COVID-19, que impõem quarentena aos passageiros oriundos nomeadamente do Brasil, obrigou ao adiamento da noite do concerto de Seu Jorge e Daniel Jobim com Rua Das Pretas na primeira parte, para o dia 10 de julho de 2022, tornando-se assim na primeira confirmação para a 2ª edição do Festival.

A obra de um dos artistas mais relevantes da música popular brasileira será interpretada por dois grandes músicos: Seu Jorge e Daniel Jobim. Este projeto ganhou forma quando os dois se encontraram na festa de aniversário de uma amiga. Dias depois, Seu Jorge telefonou a Daniel, apresentou-lhe esta ideia e convidou-o para esta grande aventura. O repertório deste espetáculo terá as exaltações de Tom ao amor e ao Rio de Janeiro, em temas como “Corcovado”, “Garota de Ipanema”, “Luíza”, “Eu Sei Que Vou Te Amar”, “Lígia”, “A Felicidade”, entre muitos outros que o tempo transformou em hinos eternos da música popular brasileira. Daniel diz que a escolha de reportório foi “algo bastante natural, de acordo com o coração de cada um e das músicas que Seu Jorge gosta de cantar”. Durante a apresentação, Daniel Jobim e Seu Jorge alternam momentos nostálgicos, grandes versões e impressões pessoais sobre o poeta. Seu Jorge sempre teve o desejo de interpretar a obra de Tom, e finalmente viu essa oportunidade surgir após este encontro com Daniel Jobim. António Carlos Jobim foi sem qualquer dúvida um dos maiores compositores do mundo, uma mente criadora com a preocupação de fazer uma música genuinamente brasileira, com os seus belos acordes e uma poesia perfeitamente integrada nessa atmosfera. As suas canções eternas enchem “o coração das pessoas de alegria, romantismo e esperança”, como refere o próprio Seu Jorge. Tom Jobim foi compositor, pianista, arranjador, cantor e violonista, e completaria 93 anos em janeiro de 2020. Este grande ícone da MPB deixou-nos aos 67 anos e durante os seus anos de carreira levou a sua mistura de samba, jazz, música clássica e bossa nova a um patamar internacional de relevância. As suas parcerias com João Gilberto, Chico Buarque, Baden Powell ou Frank Sinatra ficaram para a história da cultura brasileira, assim como um extenso legado de trilhas cinematográficas, outras parcerias, contribuições, álbuns e participações. “O amor está de volta. Tom Jobim vive!” É assim que Seu Jorge define o momento em que se encontra com Daniel Jobim para homenagear Tom Jobim. A emoção estará à flor da pele e Portugal vai parar para aplaudir quem deixou muitas saudades no Jardins do Marquês – Oeiras Valley.