DIA 11 TITO PARIS

TITO PARIS

11 JULHO 20:00

Tito Paris, o filho querido de Cabo Verde, nasceu no seio de uma família dedicada à música. Aprendeu os primeiros acordes na guitarra com a sua irmã e recebeu a influência de músicos como o clarinetista Luís Morais e o pianista Chico Serra. Aos 19 anos rumou a Lisboa, a convite de Bana, para integrar a banda A Voz de Cabo Verde. Já na capital portugeusa começou a conquistar o seu espaço, na então florescente cena da capital portuguesa, ao acompanhar Bana, Dany Silva, Paulino Vieira, Paulo de Carvalho, Celina Pereira e Vitorino. Como compositor começou a escrever para vários artistas como Bana e Cesária Évora e também a seguir uma carreira em nome próprio, tornando-se, aos poucos, num dos maiores embaixadores da música de Cabo Verde em Portugal. Em 1987 lançou e produziu o primeiro álbum, “Fidjo Maguado”, trabalho marcado principalmente pelo seu virtuosismo à guitarra. Em 1996, “Graça de Tchega”, o terceiro disco de originais, levou-o a atuar um pouco por todo o mundo e a promover a sua música e a de Cabo Verde. Em 2012 comemorou os 30 anos de carreira com várias iniciativas: um grande concerto em Roterdão, acompanhado pela Orquestra Metropolitana da Holanda, o lançamento de uma fotobiografia, um documentário, um concerto esgotado no Coliseu dos Recreios de Lisboa, e, ainda, a atribuição da medalha da cidade de Lisboa. Tito Paris é uma das principais figuras de Cabo Verde. As pontes que tem criado entre os países de língua portuguesa levaram-no a receber a condecoração de grau de Comendador da Ordem do Mérito do Presidente da República de Portugal. Esta figura incontornável da música lusófona sobe ao palco do Jardins do Marquês – Oeiras Valley, dia 11 de julho.